Design Com Bolachas

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Colas!

Quando eu estava no colégio, as professoras disseram-me que elas eram más e que eu estaria em apuros se fosse pego usando uma delas. Então fui para a universidade e os professores de lá me disseram para usá-las, eles até as imprimiam e pregavam-nas com algumas de minhas provas! Mas nunca pensei sobre elas como algo que usaria enquanto trabalho com a Web.

Então, em abril de 2005, enquanto visitava IloveJackDaniels.com (agora chama-se “Added Bytes”), vi que Dave havia feito uma cola de PHP! Num primeiro momento, não soube o que pensar a respeito, mas baixei-a e imprimi e, sem saber onde mais poderia colocá-la, colei-a na parede atrás do meu monitor. Em pouco tempo, percebi que estava digitando código PHP muito mais rápido do que antes, minhas visitas ao php.net haviam diminuído bastante e, logo, eu estava lembrando muito mais PHP do que jamais consegui anteriormente.

Em torno de uma semana depois, Dave postou outra! Dessa vez era uma de CSS! Rapidamente, fiquei viciado, ao ponto de acender as luzes (para que pudesse vê-las) quando queria escrever código.

Com o tempo, baixei as novas que ele postou e descartei as antigas. Ainda assim, tenho um conjunto delas na parede à minha frente até hoje, apesar de não olhar para elas nem um quinto do que eu olhava antes.

Quer você ainda esteja aprendendo HTML, CSS, etc. quer você já seja profissional, aceite meu conselho: baixe-as e cole-as à parede atrás do seu monitor, elas serão inestimáveis.

Marcadores: , ,

4 Comentários:

  • Às 23 de abril de 2009 19:27 , Blogger Matheus Andrade disse...

    muito bom o post!!!!!

    Colas devem existir sim. As colas são como os notebooks, palms que levamos pra todos os lugares: devem funcionar como uma extensão de nossa mente. Extensão no sentido de guardar informações, lembretes que não precisamos decorar ou nos preocupar em "aprender". Pois o conhecimento de fato é assimilado quando estudamos e esquecer de uma fórmula ou sintaxe e ser penalizado por isso é um absurdo quando num simples clique do mouse ou pesquisa num livro, numa cola, podemos encontrar o que estávamos procurando e dar continuidade ao desenvolvimento de nossa aplicação, resolução do problema.

    Livros de referência em SQL, PHP, JAVA sempre estão por perto quando programo justamente pelo fato de escapar sintaxes,etc. Tenho uma cola parecida com estas para PHP e MySql.

    O de PHP tah bem simples, porém a parte de datas e strings sempre fogem à mente e a cola ajudará bastante

    O HTML vai me salvar naqueles caracteres especiais com &; (agudo, til, cedilha, sempre esqueço !!!)

    E o de CSS já já vai ser impresso e ficar do lado do meu notebook!!!!

    Abraço!

     
  • Às 23 de abril de 2009 22:56 , Blogger Thiago disse...

    Obrigado Matheus!

    Se você encontrar alguma boa cola em outro lugar me avisa, ok?

    []s

     
  • Às 3 de maio de 2009 21:30 , Blogger agora disse...

    Thiago,

    Sinceramente não compreendo nenhum pouco o nome ou título de seu blog.

    Design com Bolachas.

    O que é Design para você? esse Fundo Laranja , com essas bolachas e esse nome em tom de azul totalmente fora de hormonia e equilibrio com tudo?

    Isso é design?

    LAmentavel mesmo, você como desenvolvedor deveria se colocar no lugar e fazer algo que realmente remete-se a sua área e não ficar brincando de colocar " design " em tudo que é canto.

    é por isso que nossa profissão ainda é tão desvalorizada no Brasil. Imagina alguem se deparar com um blog desse com o nome de Design..

    Carta, vá programar, vá desenvolver, vá escrever códigos em css, vá pegar plugin ou adpatar em jquery, vá desenvolver em wordpress, mootool, etc..

    concerteza você terá muito mais futuro,

     
  • Às 4 de maio de 2009 00:45 , Blogger Thiago disse...

    Quando usado com o sentido de projetar, como na frase "estou fazendo o design do site da faculdade xyz", design significa o processo de criar e desenvolver com intenção um plano para um produto, sistema, estrutura ou componente.

    Quando usado como substantivo, como em "um design que eu fiz", significa ou o plano final que se apresenta como solução, ou o resultado da implementação desse plano na forma de produto final do processo de design.

    Embora não fique claro na sua pergunta, creio que, ao contrário de design de forma geral, você se referiu ao design visual mais especificamente. Neste caso a resposta é ainda mais simples: trata-se da disciplina através da qual é elaborada comunicação visual efetiva com propósito.

    Dependendo do contexto, Web Design pode se enquadrar numa ou noutra definição. Se o contexto for o do planejamento, projeto e desenvolvimento de sites como um todo, vale a primeira definição. Caso refira-se somente ao desenvolvimento de interfaces com o usuário, vale a segunda.

    Este fundo laranja ( #FF6600 ) foi inspirado por, e é de certa forma uma homenagem a, os fundos laranjas ( #CC3300 ) dos designs clássicos do Daily Report de Jeffrey Zeldman. Houve uma grata coincidência em que o próprio Zeldman postou que há um redesign em progresso do seu atual tema cuja principal mudança é o retorno do laranja característico. Mesmo VOCÊ não gostando de laranja, eu, Zeldman e outros gostamos e não há nada que você possa fazer à respeito.

    Mais ainda, basta conferir os esquemas de cores da maioria dos blogs da área para notar a profusão de preto-cinza-branco, azul-preto-branco, vermelho-cinza-branco. Não quero dizer com isto que há algo de errado com estes esquemas, mas não há como negar que este fundo laranja chama a atenção e é bastante diferente, ajudando a passar a mensagem de que o conteúdo aqui achado é único e relevante aos interessados.

    Você pode achar outros blogs da área clicando nos nomes das pessoas que comentam aqui, clicando nos comentários que você achar nos outros blogs e assim por diante.

    O triângulo de bolachas é o símbolo do blog, Design Com Bolachas.

    O design aqui é com bolachas porque eu considero elas (as bolachas) agradáveis e não intrusivas. Diferente de uma lasanha por exemplo, que você tem que se programar para comer no almoço ou no jantar, em casa ou num restaurante caro. Bolachas se comem em qualquer lugar e a qualquer hora, basta que a fome bata, assim como um bom design deve comunicar, informar e chamar a ação, basta que haja um cliente precisando de uma solução.

    O tom de azul do nome contrasta fortemente com o laranja do fundo e com as cores das bolachas, maximizando a legibilidade ao mesmo tempo que chama a atenção e informa o leitor onde ele se encontra (um dos princípios básicos do bom Web Design).

    Harmonia e equílibrio são como a maioria das regras, há momentos em que elas devem ser seguidas e há momentos em que ganha-se ao quebrá-las. Saber diferenciar uns dos outros é uma arte que se aprende através do tempo e da experiência.

    Então sinto lhe informar, mas isto é design sim.

    Lamentável é fazer tantas críticas no blog de um profissional e não se dar sequer ao trabalho de logar o comentário com um perfil público, permitindo assim tanto asseverar se quem critica é um outro profissional do ramo quanto o mérito (e aqui se incluam os detalhes técnicos que fazem toda a diferença) daquele que critica.

    Diferente de um profissional experiente egresso da mídia impressa (e possivelmente formado para trabalhar nesta área), ou de um adolescente que devorou tutoriais de Photoshop, minha experiência como profissional é consciente das limitações e potencialidades do meio (a Web). Todo meu estudo sempre foi feito visando este ramo especificamente.

    Não que eu deseje igualar em todos os aspectos os primeiros aos últimos, visto que os primeiros terão muito mais bases sobre as quais poderão construir seus conhecimentos na área.

    Se você já leu o livro Getting Real da 37signals (Caindo na Real em sua versão brasileira), saberá que uma das formas que pequenos grupos assumem ao desenvolver software agilmente é: "um desenvolvedor, um designer e um varredor (alguém que possa transitar entre ambos os mundos)". Me enquadro na terceira posição pois desenvolvo com fluência tanto interfaces quanto as funcionalidades que estas expõem.

    Dependendo das necessidades do projeto, trabalho sozinho ou em equipe. Posso fazer isto por possuir conhecimento e experiência em ambas as áreas.

    É muito mal-educado mandar as outras pessoas colocarem-se nos seus lugares, especialmente quando não se sabe do que está falando.

    Ao contrário do que você procura passar em seu comentário, o design deste blog foi muito bem pensado e repensado em seus mínimos detalhes. Design este que é original (não somente uma customização de um design existente), diferente da ampla maioria que, assim como eu, não tem tanto tempo para aplicar no seu próprio blog pois tem clientes, famílias e prazos a cumprir.

    Como exemplo:

    As listas de links em ambos os lados tem bullets por padrão, pois é provado que eles auxiliam o visitante a saber quando termina um link e quando começa o próximo. Fazem isto com o mínimo de marcação diminuindo o tempo de download da pagina. Além disso, como no lado direito a quantidade de links é muito menor, também utilizei espaços em branco para reforçar.

    Falando em espaços, preste atenção no CSS dos textos nestes blog e veja como a tipografia foi otimizada(escolha de tipos e famílias, tamanhos, leading e espaços entre as palavras e letras) para a leitura em monitores de média a alta resolução (como são aqueles da esmagadora maioria dos visitantes do meu blog).

    Por final teste e verifique a compatibilidade deste design numa ampla variedade de navegadores, proprietários e de software livre.

    Note que ele é líquido, acomodando-se a resolução da tela do visitante assim como ao tamanho da janela do navegador.

    Note que o tamanho dos tipos é definido em função do tamanho que o usuário tiver como padrão.

    Note que ele é legível mesmo quando as imagens estão desabilitadas.

    Note que ele é semântico e não utiliza tabelas com o propósito de dispor elementos do layout.

    Veja que é necessário uma versão muito antiga do Internet Explorer E uma resolução muito baixa para que ele não renderize como desejado (Condições que não ocorrem com os leitores deste blog).

    Não deixe de perceber como todos os textos tem gramática e ortografia excelentes. Isto se deve ao fato de, assim como em todos os meus trabalhos, eu cultivar o hábito de escrever bem e empregar profissionais de Letras para corrigir os meus textos. Quantos freelancers e agências por aí você conhece que sequer tenham este cuidado nos sites de seus clientes, quanto mais no blog?

    Para finalizar: programar é somente uma das atividades que eu realizo profissionalmente e eu não preciso ter "muito mais futuro" pois já tenho presente, clientes, dinheiro e família.

    Já que você se deu ao trabalho de vir aqui me criticar sem se identificar, não reclame se eu expor o seu comentário em um possível post.

    Passar bem.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial