Design Com Bolachas

sexta-feira, 20 de março de 2009

Primeiras impressões sobre o IE8

Então, o Windows Internet Explorer 8 foi lançado. Assim como foi o Google Chrome (no sentido de que ele não é mais beta).

Testei ambos hoje e aqui estão minhas impressões sobre o IE8:

A conformidade com os padrões melhorou, especialmente quando lidando com CSS, mas de alguma forma ele conseguiu entender errado o CSS do título deste blog, então o alterei mesmo tendo o visto funcionar em todos os navegadores que testei.

A interface ficou ainda maior e agora ela toma uma parte absurda da tela para resoluções de até 1280x1024.

As fontes parecem estranhas. Algum tipo de melhoramento dos cantos das fontes deve ser o culpado, só não consegui desabilitá-lo (se é que isso é possível) apesar de ter passado cinco minutos tentando.

No fim do dia, ele ainda é o mesmo e velho IE, o mau garoto na arena.

E sobre o Chrome? Ele não travou uma vez sequer enquanto eu testava (em torno de 45 minutos). Ele é tão rápido quanto é possível e não trava mais com frequência! Estou impressionado. Tudo que falta a ele agora é um port apropriado para Linux. Isso e suporte às extensões do Firefox...

Marcadores: , ,

quinta-feira, 19 de março de 2009

Para iniciantes: autodidatismo

Você pode estar se perguntando, se leu meu post anterior, como e onde você aprenderá aquilo tudo?

Aqui estão as respostas:

Web Design From Scratch, de Ben Hunt: este deve ser seu ponto de partida, você não pode ter lido o bastante se não o leu todo.

HTML Dog, de Patrick Griffiths: leia tudo, começando pelos tutoriais para iniciantes. Mesmo que pareça fácil demais às vezes, não pule os fundamentos! Você vai se arrepender disso mais tarde.

Mas... não tem alguma coisa de estranho? Os links que eu postei são para sites em Inglês!

Há um motivo para isso. A quantidade de conteúdo de qualidade em língua inglesa é imensamente superior à quantidade que há em Português. Logo, você deve aprender Inglês se você quer ser bem sucedido neste ramo. Um ótimo lugar para começar é o Inglês Online.

Antes que digam que eu criei polêmica ao não recomendar sites brasileiros, aqui vão dois:

O Maujor escreve e traduz muitos artigos de qualidade, é sua salvação se você ainda não sabe Inglês.

O Tableless é referência nacional na nossa área, não deixe de visitá-lo.

E, é claro, meu blog, onde você obterá dicas como estas e ainda mais links para excelentes recursos de aprendizado!

Marcadores:

segunda-feira, 16 de março de 2009

Para iniciantes: minha dica número um

Pessoas frequentemente me procuram com estas questões:

  1. Como tornar-me um designer/desenvolvedor web?
  2. Preciso ter um diploma em Ciência da Computação, ou talvez em Design (como em design para mídia impressa), ou até mesmo em ambos?
  3. Qual deveria ser meu primeiro passo?

Minhas respostas:

  1. Para tornar-se um designer/desenvolvedor bem sucedido, é preciso estudar muito as coisas certas, e praticá-las bastante, não há muito além disso.
  2. Não, veja algumas das razões aqui (link em inglês).
  3. Leia “Projetando Websites: A Prática da Simplicidade” de Jakob Nielsen (Designing Web Usability: The Practice of Simplicity, título original).

A dica número um que mencionei no título do post?

Comece concentrando-se em o quê você deve fazer, somente engaje-se com a parte do como, quando for claro para você o quê seus clientes precisam de você.

O quê fazer? Criar websites usáveis, acessíveis e compatíveis, que são tanto atraentes visualmente quanto simpáticos com os seus usuários. As palavras-chave que devem estar vagando pela sua cabeça são Retorno Do Investimento, Taxa De Conversão, Otimização, e outras similares!

Como fazer isso? Aprendendo e aplicando XHTML, CSS, Javascript, PHP e MySQL primeiro. Outras tecnologias (tais como Ruby, Python etc.) devem vir mais tarde e somente quando você tiver pesado seus prós e contras para os tipos de serviços que você estará prestando então.

Há ainda alguns detalhes dos quais você deveria estar ciente durante este processo, mas os deixarei para outros posts.

Boa sorte!

Marcadores:

quinta-feira, 12 de março de 2009

Consertando detalhes e melhorias graduais

As pessoas perdem frequentemente grandes oportunidades por causa do seu perfeccionismo.

Por muito tempo, sofri com isto e decidi que não posso mais bancar esta atitude. Então, quando estava fazendo este blog, pratiquei a abordagem de “implementar primeiro/melhorar depois” e posso dizer que estou bastante satisfeito com os resultados.
Quase todo dia, faço pequenas mudanças no código e nas imagens deste blog e testo-as em vários navegadores.
Até agora isto levou-me a um modelo de melhorias graduais que não me trouxe problema algum.

Agora, acredito que estou confiante o suficiente para aplicar esta nova abordagem nos trabalhos que eu faço para meus clientes e acho que você também deveria, se já não o faz.

Provavelmente, voltarei a este ponto daqui a alguns posts para contar a vocês tudo sobre meus resultados e minhas novas descobertas neste tópico.

Marcadores: ,